Gleba e lote: quais são as diferenças?

3 minutos para ler

Para fazer a compra de um terreno, de maneira segura e sem surpresas desagradáveis, é importante saber as diferenças entre gleba e lote. Com essa informação, é possível ficar livre de problemas posteriores, que podem ocorrer por causa de uma aquisição equivocada.

Com o objetivo de ajudá-lo, preparamos este artigo para esclarecer as principais dúvidas sobre o assunto e evitar que, futuramente, o barato saia mais caro. Confira!

O que são gleba e lote e quais as suas principais diferenças?

Tanto a gleba quanto o lote são porções de terra. Entretanto, a gleba é a terra crua, que ainda não foi submetida a nenhum parcelamento, que jamais foi loteada ou desmembrada. Assim, a gleba é um terreno sem qualquer regulamentação e adequação às leis brasileiras e regionais.

A partir do momento em que a gleba é adaptada às leis brasileiras e regionais, atendendo as conformidades e requisitos exigidos pelo plano diretor do município em que está localizada, e é servida de infraestrutura básica (luz, água e esgoto), ela passa a ser um lote. Ou seja, o lote nada mais é do que o terreno devidamente regulamentado e adequado às leis do Plano Diretor da região em que se situa.

Quais cuidados devem ser tomados antes de adquirir um terreno?

Como comentamos, uma gleba é uma porção de terra jamais loteada ou desmembrada e, ao comprá-la, é preciso realizar investimentos em toda a infraestrutura do loteamento, para parcelar a gleba em lotes ou terrenos, o que gera diversos gastos.

No lote o processo não ocorre da mesma maneira. Por isso, é mais vantajoso investir nessa modalidade, que já foi preparada para receber edificações e conta com vias de circulação, logradouros e toda a infraestrutura básica necessária para a construção de um imóvel.

Ainda assim, alguns cuidados devem ser tomados pelo adquirente, como:

  • exigir a certidão negativa de ônus;
  • o registro imobiliário individualizado e as metragens do terreno;
  • consultar se a planta foi aprovada pelo município, antes de realizar qualquer tipo de pagamento.

Também é relevante verificar se o dono do terreno não figura como réu em processos trabalhistas ou cíveis, que podem gerar condenações pecuniárias que venham a repercutir sobre o imóvel negociado.

O que são loteamento e desmembramento?

Existem ainda o loteamento e o desmembramento, que são espécies de parcelamento de um lote. A principal diferença entre eles é que o loteamento tem o encargo de criar um sistema viário para a região (como avenidas, ruas e rodovias), e o desmembramento aproveita um sistema viário que já existe, sem realizar qualquer prolongamento, modificação ou ampliação.

Conforme vimos, a gleba e o lote têm diversas particularidades e é preciso tomar cuidado para não cair em uma enrascada ao comprar um terreno, sem entender direito como cada uma dessas modalidades funciona.

Uma assessoria jurídica especializada é capaz de ajudá-lo no momento da compra, evitando que você sofra com transtornos e perdas financeiras, especialmente na época de começar a construir. Portanto, se você pretende adquirir um imóvel, consulte os especialistas da GSP para não cometer nenhum erro.

Se você deseja receber mais orientações como as que você conheceu neste texto, siga nossas redes sociais para ficar por dentro dos novos conteúdos! Estamos no FacebookTwitterInstagram e LinkedIn.

Posts relacionados

Deixe um comentário

× WhatsApp